Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Emiliano Costa (Algarve)

                                                  Jardins do Palácio de Estoi

 

  
        "ALDEIA BRANCA"
 
Circunscrito à moldura da janela,
Vai o quadro do dia já a meio,
Potes de azul derramam-se na tela
E o sol a rir-se, a rir, bate-lhe em cheio.
 
Que inundação! Por cima de quintais,
Sobre telhados, torres, parreiras,
É o céu, é o céu azul demais!
 
Aflita, a aldeia acorre: e o ar atira
O gesso, a cal, chapões de claridade,
A ver se a cor deslava, o azul se atira.
Que superabundância – a claridade!
 
E eu visto a bata de escaiolador.
E eu sou espátula, pincel, pintor.
E eu já não sei o que faça a tanta cor.
 
Emiliano Costa
                              Poeta
 
Tavira 03-12-1884           Estoi 01-01-1968
 
               Um busto do poeta com o poema aos pés pode ser visitado no  
               Largo General Humberto Delgado na freguesia de Estói – Faro.
 
      Estoi é aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_de_Est%C3%B3i
              e aqui: http://www.guiadacidade.pt/portugal/index.php?G=monumentos.ver&artid=15528&distritoid=08
 
 
publicado por João Chamiço às 22:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. JOÃO SILVESTRE

. ROSILDO OLIVEIRA

. FERNANDO NEVES DIAS

. NÃO MORRO, PRA NÃO MORRER...

. MOVIMENTO - ROSILDO OLIVE...

. JOSÉ LIMA DE ANDRADE

. FALECEU MATIAS VERÍSSIMO

. CANÇÃO DO VENTO

. PALÁCIO DE...

. ...

.arquivos

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Junho 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds